26/02/13 – 20h56

Se perder só por perder.
Sentir só por sentir.
Achar, em meio a tudo,
nada.
Achar, em meio ao nada,
si só.
Só e se.
Talvez.

Cuspindo verbos
Tateando o desconhecido
Sorrindo sorriso gratuito
mas que espera
o sorriso de troco.

Esperando ser mais
do que foi
e menos do que achava que seria
sendo, in natura,
a mistura de tudo aquilo
que vi
e vivi.

Nem sei mais se sei fazer poesia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s