Tão longe de tudo

Solidão, amiga do peito,
me dê tudo que eu tenha por direito.
Me diga, me ensina.

Ao dormir não sinto medo. Há um sol, existe vida!
Me trate com jeito, eu tenho saída.

Eu quero calor e o mundo é frio.
Minha vaidade não enxerga o paraíso.
Eu preciso de alguém pra fugir, sem avisar ninguém.

Não vou olhar pra trás,
A saudade está morta.
E já não me importa,
Está longe demais.
Longe demais de tudo!

Eu estou longe demais.
Longe demais de tudo!

Tão perto de mim,
Tão longe de tudo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s