Meninos e meninas

(…)
Tenho quase certeza que eu não sou daqui.
Acho que gosto de São Paulo, gosto de São João, gosto de São Francisco e São Sebastião.
E eu gosto de meninos e meninas.
Vai ver que é assim mesmo e vai ser assim pra sempre. Vai ficando complicado e ao mesmo tempo diferente.
Estou cansado de bater e ninguém abrir.
Você me deixou sentindo tanto frio.
Não sei mais o que dizer.

Te fiz comida, velei teu sono, fui teu amigo, te levei comigo. E me diz: pra mim o que é que ficou?

Me deixa ver como viver é bom!
Não é a vida como está, e sim as coisas como são!
Você não quis tentar me ajudar, então a culpa é de quem?

Eu canto em português errado,
Acho que o imperfeito não participa do passado.
Troco as pessoas,
Troco os pronomes.

Preciso de oxigênio, preciso ter amigos, preciso ter dinheiro, preciso de carinho.
Acho que te amava, agora acho que te odeio… São tudo pequenas coisas e tudo deve passar.

Acho que gosto de São Paulo, gosto de São João, gosto de São Francisco e São Sebastião.
E eu gosto de meninos e meninas.

(Renato Russo, faço das tuas as minhas palavras)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s