Justiça.

É triste dizer “machismo”, porque desta forma segregaremos, como os outros. A questão é que não se pode julgar uma pessoa pela sua biologia. Nascemos iguais, somos feitos da mesma forma e ao morrermos vamos para o mesmo lugar – a diferença é feita em vida, quando uma o ser humano tenta criar “espécies” para segregar. No entanto, é inevitável vermos a postura deplorável de alguns homens por aí.

É fácil apontar o dedo na cara de alguém e julgar, como se tivessemos algum poder. Ninguém é mais, ninguém é menos. E quando “o cara” não sabe mais como argumentar, quando ele vê que a mulher não é alienada o suficiente para aceitar o “vadia!” como uma forma de fazê-la calar, ele muda o script: parte para agressão. Afinal, é muito mais fácil usar a sua força física para calar do esforçar a suposta inteligência, não é mesmo?

Ser chamada de vagabunda/vadia é bem curioso.
Os homens enchem a boca e falam “fulana é vagabunda!” – Sim, ela é!
Se vadia for ser livre para escolher quem amar, sim, somos vadia.
Se vadia for ser liberta e dona do seu próprio corpo e intelecto, sim, somos vadias.
Se vadia for respeitar ao próximo, independente de sua orientação sexual, sim, somos vadias.
Entre tantas outras formas de vadiagens!
Nós vivemos um mundo de mentiras! Sempre ouviremos que devemos ser obedientes, discretas, disponíveis e nunca agressivas -se o formos, viramos putas, e essa palavra é usada para nos pôr na linha. Funciona? Não!

E logo vou mandando um recado: Meu querido, se você encostar mais um dedo imundo em mim, a Lei Maria da Penha há de pesar sobre essa sua cabecinha alienada. E não importa se o sangue que corre em tuas veias é o mesmo que o meu, porque você não lembrou disso ao me agredir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s